Fermento Químico ou Fermento Biológico: Qual o Melhor e Quais as Diferenças?

Fermento Químico ou Fermento Biológico: Qual o Melhor e Quais as Diferenças?

Se já passou pela decepção de ver uma massa não crescer depois de pronta com certeza sabe a função dos fermentos. E no momento de procurar informações sobre os tipos de fermento pode surgir a dúvida: químico ou biológico? Bem, é esta pergunta que o Super Dieta vai responder neste post. Então confira as diferenças entre o fermento químico e o fermento biológico, e saiba qual tipo pode ser o mais indicado para suas receitas.

O Que é o Fermento?

Sendo químico ou biológico, o fermento tem por objetivo produzir uma fermentação, que será responsável por fazer a massa crescer. Como exemplo de fermento natural temos a levedura, como mais popular e utilizada. Para que possa entender, a levedura em contato com a farinha e outros ingredientes gera uma reação que expande as propriedades da massa.

Qual a Diferença Entre Fermento Químico e Fermento Biológico?

Dizemos que faz crescer, mas na verdade o que o fermento faz é inchar algumas propriedades da massa. E a diferença entre químico e biológico é justamente a maneira de realizar esta tarefa.

O fermento químico é uma levedura produzida através da combinação de bicarbonato de sódio e algum ácido não tóxico. Este tipo de fermento começa a agir desde o contato com a massa e continua depois de colocar a mesma no forno.

O fermento biológico tem como característica o fato de não suportar altas temperaturas, parando de crescer quando o forno atinge determinada temperatura. É justamente por isso que o biológico é utilizado com receitas em que a massa fica um tempo descansando antes de ir ao forno.

Ou seja, podemos dizer que com o fermento químico a massa cresce enquanto está sendo assada; com o fermento biológico a massa vai crescer antes para ser assada. Daí o motivo de ser necessário descansar a massa com fermento biológico; para depois moldar; e finalmente levar ao forno.

Fermento Químico ou Fermento Biológico: Qual o Melhor e Quais as Diferenças?

Um ponto para ressaltar entre os tipos de fermento é o prazo de validade. Por ser uma produção química, o fermento químico tem uma validade mais extensa em relação ao fermento biológico, que inclusive deve ser utilizado em pouco tempo.

Fermento Biológico: Fresco ou Seco?

Se pretende utilizar o fermento biológico com intenção de ser mais saudável, é legal entender a diferença entre fresco e seco.

Como é de se imaginar, o fresco é a opção mais saudável. O motivo é não passar por processos de conservação. O seco passa por um processo de secagem e depois é granulado. Na prática o fermento biológico fresco será mais interessante, mas contará com uma validade menor. De qualquer forma, siga as instruções do fabricante e da receita, claro!

Qual o fermento que pretende utilizar em suas massas, químico ou biológico? Se quiser participe de nosso blog deixando um comentário com sua opinião. Continue no Super Dieta para outras dicas de receitas e como emagrecer com saúde.

Avaliação: 5.0/5. De 1 avaliação.
Aguarde...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *